POESIAS

VOLTAR

Ajustes

Ajustes

Gosto quando a gente voa
É gosto que se mantém
Se melhor será atoa
No querer desse vaivém.

Gosto quando a gente custa
Dorme com sabor de noite
Amo a sorte que ajusta
Visto o olhar de açoite

Ama se bem e me cuido
Pois sou tudo que ele tem
Um amar de chuva e tudo
Aquece a mim e meu bem

Ele traz no corpo saudade
É meu encanto lhe ter
Quero ter gosto e maldade
Mas passa se posso ver

Durmo na mente tecendo
A trama que vem nascer
Desce o meu dia sabendo
O ponto que vai prender

Lina Ramos.



Lina Ramos Autor Lina Ramos MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE