POESIAS

VOLTAR

Seu navegar

Quando é tempo de errar:
A parte que sempre vem.
Apenas convém
Sair se pensar.

Quero onda mansa
Sem vento para reparti
Servidão não é sentir
Só ser e conter
Cabe, no vamos ver

Se você é um, no cento.
Terno no tocar
Nascente que vai e vai.
Água que faz ondular
Foi casa que cai
Vingado no olhar.

Sem risco vem tensão
Amarras de prender
Caridades vãs
Coberta vi render.

Nesse sossego de fim
Quando sai eu sou
Ainda cai em mim
Ainda cabe amor.

Sobre aquela saudade
Sobre tempo de vingar
Quando chamar vou
Chega de lacrimar
Faço bem seu navegar.

Lina Ramos

Lina Ramos Autor Lina Ramos MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE