POESIAS

VOLTAR

Verso tacanho

Brincando de esquecer
Os traumas de cada dia
Faço meu verso tacanho
Essa causa me alivia
Peço proteção divina
Aquele que a nós ensina
Aceitar como sendo guia

Quero paz e aceitação
Nesse momento difícil
Embora tenha aprendido
Que na dor no sacrifício
Serei digno do perdão
Preparo meu coração
Para receber esse ofício

Foi assim que eu me dei
Foi assim que me aceitei
A verdade sendo sua
Da sua glória eu serei
Acreditando que sou forte
Além da vida ou da morte
Sendo fé me entregarei

Lina Ramos

Lina Ramos Autor Lina Ramos MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE