POESIAS

VOLTAR

Nossa pouca fé

A dor que paralisa
Desacelera a hora
Observa vagarosa
Os segundos contados
Entre lágrimas sem fim.

A fé era somente desespero
Confundida entre lamentações
Menor que um grão de mostarda
Na água só deu pra nadar
E bem longe observar
A montanha no mesmo lugar.

A dor despreza o tempo
O sol vai e vem
A lua sempre volta
E seguimos parados
Esperando sentados
O presente virar passado
E o futuro nunca chegar.

Robson W de Souz Autor Robson W de Souz MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE