POESIAS

VOLTAR

"Vida sonsa"

Ah! Vida ingrata, cheia de rancores
Aos filhos, a mãe que não os olha
Não sente a chegada dos atores
Nem vê a plateia que, por eles chora

Ah! Vida chata, rasa de amores
Porque se esgota na cinza nuvem
Só porque ela prometia flores
E não águas que impedem a viagem

Vida, vista-se com plena sensatez
Não se tendes à eterna viuvez
Vista o véu de um amor real

Vida, insistência não paga ingresso
A decência em vão sara o progresso
No choro da mãe do ator sem sal

Divaldo F S Filho Autor Divaldo F S Filho MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE