POESIAS

VOLTAR

O meu céu azul

O meu céu azul

O MEU CÉU AZUL.
*´¨)
¸.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•`

Admiro contemplar o firmamento,
Ao Deus Eterno, faz identificar,
De matiz azul, circunvizinho ao mar,
Sobre nuvens brancas fez, seu assentamento.

Palco das estrelas, das constelações,
Longe dos olhos, céus negros, infinito,
Visualizado, te curto em meu escrito,
Quando ao som do vento, ecoam as canções.

Céus de nébulas invisíveis ao olhar,
Que esnoba e renova o teu ar na atmosfera,
Loucura aos poetas, nas divagações!

Teu panorama lácteo perde o luar,
Enquanto te enamoro na litosfera,
te rabisco no espaço das emoções!
*´¨)
¸.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•`
Soneto hendecassílabo – Do Poeta Malume do Brasil.
(Manoel Lúcio de Medeiros).
Fortaleza-08/06/2020- 20:00 min.
Direitos autorais reservados.

Manoel L de Brasil). Autor Manoel L de Brasil). MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE