POESIAS

VOLTAR

Soneto

Toda manhã eu prometo
Faremos um novo acerto
Conserto para esse amor
Que virou um mal concerto

Já nesse alvorecer
Não viverei nessa sobra
Foi tolice enaltecer
Restou ferida na dobra

Esse seu modo imposto
Fez me perder como seu
Ao revirar o meu gosto

Vai sentimento ruim
Sou um pecado só meu
Tirei seu jeito de mim

Lina Ramos.

Lina Ramos Autor Lina Ramos MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE