POESIAS

VOLTAR

Eu e meu medo

Releio o jornal, busco logo
Entre páginas de esporte
E entre classificados de prostitutas
A razão de minhas culpas
Ontem nos digladiamos
E hoje amasso travesseiro
Será que amanhã a ficha cai?
Ou escolho novas vidas
E desejo que o condão conceda
Retrocessos de que acalmem
Amanhã será que vou acordar?
E os balões que surgirão no céu
Irão dessagrar o sacramento
Da virtude da paciência, e paz
Por fim, serei eu livre?
Ou outra vez cairei na real
Então verei que são só pensamentos
E nem sequer tenho coragem
De dizer que estou certo
E assumo a culpa por não ter
A coragem de assumir
Que não existo sem teu existir.

Douglas L A Campos Autor Douglas L A Campos MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE