POESIAS

VOLTAR

Despedida

Aí que o que mais me doeu
Foi o saber da distância daquele olhar
E aquele silêncio que permeia aquele toque
E daquele abraço sinto dissabor do desatar

Me conforta a lembrança e esperança
De que ainda terei estes braços em breve
E pousar sua cabeça em meu colo
E outra vez em cada carícia

Um suspiro, e um sussurro como versos
Eu não te resisto, eu não desanimo
E de cada dia nosso faço versos
Pra vê se acalma esse meu peito

Que se estarrece na ausência
Daquele silêncio, daquele olhar
Que para meu universo naquele segundo
Que ele brilha junto ao meu...

Douglas L A Campos Autor Douglas L A Campos MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE