POESIAS

VOLTAR

Vento

Vento
Lina Ramos

se falo de carinho
devo ao vento

se agora sou tristeza
culpo o vento

esteve a me iludir
quando passeou ao redor
e me trouxe vozes

doce
inseguras
e me levou a momentos

arrastou a terra
molhou meu olhar

ora como brisa
ora como promessa

os sonhos ele deixou

deixou também a ilusão
que veio de açoite

me laçou como tempestade arredondou meus pensamentos

nas folhas secas amassados

com pegadas ímpares

Lina Ramos Autor Lina Ramos MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE