POESIAS

VOLTAR

Sujeito

Ele corre contra o tempo pra compensar o que não pôdi cumprir, ele vive cada momento em busca do que o faz rir
Calmo fora do normal, vê-se que personalidade não tem igual
Um cara completo fora do comum, com suas papas na língua não tem medo algum
gosta da vida que leva de qualquer jeito, não passa despercebido, difícil ser suspeito
peito grande e coragem de sobra pra fazer
tudo o que um dia ousou dizer que iria planejar a vida irreal que o fez ganhar os
adjetivos complexos quanto sua idade, nomeavam tão bem sua regularidade de se desfazer de quem ama-o bem
sem olhar a quem, proximidade não convém
amar, de fato nunca foi seu forte
ou talvez não tenhamos tido sorte.

Maria Sousa Autor Maria Sousa MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE