POESIAS

VOLTAR

Delírios de uma Manhã de Terça

E aqui estou eu
ainda esperando o amanhã
eu sei que tudo isso é muito vago
mas pra quem consegue sentir é um alivio

e outra vez me pus diante de mim mesmo
pois espelhos são perigosos
nos enganam
e enchem nossa alma de vaidade

então amor me deixe ir
ou me deixe aqui
pensando em coisas que eu não saberia explicar
que eu não saberia lidar

se fossem reais
se fossem iguais aos meu delírios

é tão sórdido quanto um filme noir
tão fétido quanto esse cheiro no ar
me acostumei a tudo isso
nos adaptamos desde o inicio

até que retorne tudo como em um sonho
até que eu me torne o que suponho
pois sou agua no deserto
e ao mesmo tempo a fome.

Ícaro De S E S Autor Ícaro De S E S MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE