POESIAS

VOLTAR

CHEGADAS, QUASE PARTIDAS

Bateram à minha porta em meados de novembro. Não havia ninguém! E ninguém entrou! Sentou-se numa cadeira e me contou teus olhos.
Ninguém me interrogou sem dizer nada e contestei sem ver e sem falar.

Anos se passaram e ainda recebo a mesma visita a cada vez que penso em esquecer daquele dia.


(Ias Rodriguez, 2018)

Ias Rodriguez Autor Ias Rodriguez MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE