POESIAS

VOLTAR

ERA UM RIO

ERA UM RIO
(Progaires Martins)

O rio trouxe a aldeia
O peixe e a floresta
Depois flutuou nas nuvens
E voltou com as chuvas.
Fez um temporal
Surgiram outras nascentes
Muitos afluentes
E o rio cresceu.
Houve fartura
Tudo era lindo e verde
Tinha um cheirinho suave do amor
Na roupa limpinha
Lavada a mão nas pedras do rio
Era o homem e a natureza em harmonia.
Veio a cidade
E a população
Os prédios, as fábricas e o esgoto
Então esqueceram o amor
A paz e a harmonia.
Nasceu a poluição
E o peixe morreu
A floresta queimou
E tudo ficou cinza
O rio secou
A flor murchou
O passarinho não cantou
E de tristeza não rio mais
É o ensaio do fim
O fim de um rio.

Paulo R A Martins Autor Paulo R A Martins MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE