POESIAS

VOLTAR

O SILÊNCIO

O SILÊNCIO
(Progaires Martins)

Vem de mansinho
Te quero no momento certo
Pois a mudez da tua expressão
É capaz de provocar um grande alarido.
Até pareces frágil mas incomodas
A quem está diante de ti.
És reflexão na oração
O encanto da pausa musical
O descanso do dia
A cidade que decide dormir
A ausência do carro de som
A gentileza de parar para ouvir
O analgésico da enxaqueca
O planejamento de quem vai falar
Ou de quem cala consente
Ou o instante para evitar um conflito.
Silêncio!..Escuta aqui um pouco
És inteligente, útil e pacífico
No entanto prefiro esperar
Esperar um longo tempo
Para que me venhas trazer
A triste dor do silêncio de uma partida.


Paulo R A Martins Autor Paulo R A Martins MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE