POESIAS

VOLTAR

Tristeza

O palhaço não riu
Quando ouviu
Minha história.
Ao invés do riso
Rolaram lágrimas
Que se confundiam
Com as minhas.
A maquiagem vermelha
Escorria feito sangue
E deixava sua cara horrivel.
Nem um riso forçado
O deixava  melhor.
O espelho ficou embaçado
E não consegui mais ver seu rosto.
Pra esconder a minha infelicidade
Eu me vestia de palhaço
Fazia rir, com um sorriso
Imenso por fora
Mas por dentro
Uma tempestade me fazia
Chorar cada vez mais.
Quando acabava o espetáculo,
Na hora em que eu saia da trupe
Rios se formavam em meu olhos
Desaguando em meu rosto.
Já está na hora de acabar
Este sofrimento, de mostrar
Que sou mais forte que ele.
Das cinco balas que não servem
Pra chupar, só uma devo usar
Só uma...
Bang... (silêncio)
Agora já não são  lágrimas
Que escorrem no meu rosto
É o sangue de uma vida infeliz
Eu tentei, fiz de tudo
Mas não fui feliz.
Adeus...


Antonio Oliveira

 Antonio Oliveira Autor Antonio Oliveira MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE