POESIAS

VOLTAR

Mãe

Mãe


Estrela cadente regente.
Raio irradiante que brilha.
Meu colo quente que serve de alento.
Já não sou tão puro
quando saí das tuas entranhas.
Meu coração sente sensações estranhas.

Aurora do amanhecer.
Entardecer do anoitecer.
Arco e flecha que dispara.
Terra que apara.

Já não sou mais um menino
que me via correr sorrindo,
sou um homenzarrão.
Não acredito na ilusão.

Namoradas vêm e vão,
ainda sou teu embrião,
ai que saudade do teu ventre,
que lugar quente!

Hoje, sei que tu és
a única mulher
que reina em meus pensamentos
e mora no meu coração.






Junior Mariano Autor Junior Mariano MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE