POESIAS

VOLTAR

Desesperança

Inquietados pela desesperança
Lado a lado arrastam-se
Giboiando nas ruas.

Seguem um cortejo antecipado.

A guarda que mata já passou.
Haverá agora liberdade?

- Viver é sonho precipitado.

Voltando ao passado...
A inquisição não manipulou.
-Melhor não voltar.

O sábio quer mostrar a resposta.
- existe ainda resposta.

Mergulhar e proteger-se
"Sob o fogo fátuo".

Lina Ramos.

Lina Ramos Autor Lina Ramos MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE