POESIAS

VOLTAR

Queda

A mais pura água
Brota da fenda em meu coração
E segue a bacia hidrográfica
Formada pela minha alma
De meus olhos
Escorrem rios sinuosos
Que as matas ciliares
Não foram capazes de conter
E agora as mágoas
Nadam alegremente
Caindo em cascata
Deixando suas marcas
Na encosta da montanha

Rudi Henrrique Autor Rudi Henrrique MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE