POESIAS

VOLTAR

No teu olhar

No teu olhar

E se por um acaso
Teus olhos cruzarem
Com os meus
E vir que por fraqueza
Afastei-os de mim
Não sinta-se culpada
É que não consigo
Encarar os olhos do meu amor.
Quando isso acontece
As penas não sustentam, tremem
As mãos também
O coração acelera
E joga o sangue
Todo para meu rosto
Que fica vermelho vivo
E então disfarço
Retiro-me
Da tua linha de visão
Por mais que eu queira
Meu coração não aguentaria.


Antonio Oliveira

 Antonio Oliveira Autor Antonio Oliveira MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE