POESIAS

VOLTAR

As Noites Estreladas

Imensidão distante, mas não dos olhos
Misterioso infinito que me rodeia
Será de mim essa eterna dúvida?
Será pra sempre teu os seus segredos?

De todos os pequenos planetas
Incontáveis planetas
Vir de nascer aqui neste
E nem mesmo o conheço

Como poderei explicar meus delírios?
Derivantes das noites estreladas
Que a mim permitiu percorrer
Galáxias e dimensões

Imensidão distante, mas não da mente
Não me dirás que mente
Pois essa doce ilusão me encanta
Enquanto a realidade espanca

Ícaro De S E S Autor Ícaro De S E S MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE