POESIAS

VOLTAR

Linhas Mortas

Cegos que nos vigiam
das torres de seus castelos
a morte de tudo que acreditam
dada a sentença em seus martelos

Tende piedade de vosso povo
assim como vos falam
amor distante de nossos morros
e de nossos gritos que se calam

Pra não dizer que não falei das dores
da irrelevância de nossos amores
escrevo em linhas mortas
pra ter a chance de lutar de novo.

Ícaro De S E S Autor Ícaro De S E S MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE