POESIAS

VOLTAR

O Tempo

Rosas, vinho e teatros burlescos
ao som de nostálgicas sinfonias
as lembranças nos cercam
nos envolvem com seu manto de finura

Eramos seres tão afáveis
somos sempre tão amargos
e sempre andamos de mãos dadas com o tempo
e a ele não sabemos decifrar

Enquanto palavras nos tocam
não conseguimos tocar a mais nada
como em uma distopia paradoxal
vivemos em antítese

Moramos no passado
repreendemos o presente
enaltecemos o futuro
e brindamos à insatisfação.

Ícaro De S E S Autor Ícaro De S E S MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE