POESIAS

VOLTAR

Mortos!

Mortos!

Mortos!
Em busca de um lugar
Para repousar
Defuntos cheios de cansaço
De uma vida
Mal vivida
Em busca do nada
Enchemo-nos de sonhos
Que não nos deixam tocar
E vamos morrendo a cada dia
Com a cabeça cheia de utopia.
Eu vejo pessoas mortas!
Criaturas vivas
Que não sabem o que é viver
Com tanto poder
E sem o riso
Com tanto riso
E muitas lagrimas.
Com tanta ciência
E nenhuma humildade.
Mortos!
Eu vejo tantos.


Antonio Oliveira

 Antonio Oliveira Autor Antonio Oliveira MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE