POESIAS

VOLTAR

Companheiro das borboletas

Companheiro das borboletas


Detenho-me a contemplar em sensação repousante o explendor extasiante dos vôos das borboletas formando um arco-iris no ar.

Escuto o murmúrio das águas do rio correndo mansamente
e deixo vaguear meus olhares livremente, sobre os botões de rosas se abrindo lentamente, para seu perfume exalar.

E com muitos bons pensamentos na mente e em um súbito olhar emergente, vejo os passarinhos sobre as roseiras voar.

Com a brisa suavemente soprando e os pássaros alegremente cantando, pelos caminhos ponho me a caminhar.

Depois de tudo isso admirar, sozinho eu não fico e nunca vou ficar, porque tenho as borboletas e os passarinhos para ser meu par e uma casinha com um banquinho na varanda pra minha cabeça reclinar.

Jackson Costa Autor Jackson Costa MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE