POESIAS

VOLTAR

Permita-me

Permita-me que lhe toque a alma e com brandura fazer-te sorrir
Permita-me sentir teu calor e num abraço apertado as dores diluir
Permita- me acender a luz que escondes de si
Permita- me a gentileza dos dedos entrelaçados e do teu corpo a florir
Permita-me regar a beleza dos teus olhos, da tua boca e da certeza que estou aqui
Permita- me ficar para sempre. Sem ponto. Sem fim.

Leyane Reis Autor Leyane Reis MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE