POESIAS

VOLTAR

Ser criança

Que a idade não te impeça de rir de bobagens.
Que andar no meio fio não deixe de ser uma emoção.
Que a toalha continue sendo sua capa,garoto; e que o lençol ainda seja seu vestido de princesa, menina.
Que você tenha um anseio pelo futuro, pela aventura, de forma que ao trabalhar pelos seus sonhos você sempre se pergunte "já estamos chegando ?", sem desanimar.
Te desejo muitos pedaços de madeira que se transformam em espadas e muitos cantos da casa que se transformam em cabanas encantadoras.
Que a imaginação nunca se aparte de você, e que tenha sempre perdão pra dar e vender.

Letícia B M Feitosa Autor Letícia B M Feitosa MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE