POESIAS

VOLTAR

Tudo teu

Tua boca possui um veneno que carcome as veias do lado esquerdo do meu corpo
A tua mão é pecado que escorre rápido
Tua língua é insensata e prazerosamente letal
Os teus olhos são perdidos, desconectados com qualquer tipo de batimento vivo
O teu cabelo se mistura junto a confusão
A tua pele arde, risca-me e tatua-me
Tudo teu
nada meu
tudo teu
nada meu.

Dani Autor Dani MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE