POESIAS

VOLTAR

Triângulo Amoroso (Fogo, Flora e Fauna)

Triângulo Amoroso (Fogo, Flora e Fauna)

No dia que a mata chorou
A fumaça o sol escondeu,
O povo correndo com água e gritando,
Apaga pelo amor de Deus.

A fauna sorrindo a queimar
Da inteligência humana,
Que uns não souberam usar.

A flora sorrindo queimou,
Do folgo que lhe comeu,
A inteligência humana,
Nessa hora não apareceu.



Paulo Pereira Rocha Autor Paulo Pereira Rocha MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE