POESIAS

VOLTAR

Raizes

Raizes

Raizes

Raizes ao fundo
Se serve de defunto
Cresce e se mostra ao mundo
Tomando o seu proprio rumo
O vento limpando ao sujo
Vindo se aproveitar do luto
Cai no surto
Nasce, cresce, vive e morre sem deixar vulto.

(José Aprígio)

Jose A Da S Sousa Autor Jose A Da S Sousa MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE