POESIAS

VOLTAR

CAATINGA

CAATINGA

Na caatinga toda seca,
Os galhos são espinhos
De furar o coração.
Por lá anda o calango
Com sua alimentação.
Nem precisa das folhas verdes
Que a falta de chuva
Secou e caíram no chão.
Com a boca dinossaura,
Pequena como um caroço de pião,
Vai comendo um bocado
Dos insetos do sertão.

Ilustração Moisés Martírios

João Freitas Filho Autor João Freitas Filho MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE