POESIAS

VOLTAR

Como nuvem

Como nuvem

Águas caindo do céu

Escorrendo pelas ruas

Descem seguindo algum rumo


Chuva forte que esfria a terra

E que eleva meu pensamento

Na imensidão do inerente


Retomo tantas lembranças

Que causam-me estigmas na alma

Escorrendo líquidos que não se vê


Olho as ruas e sinto o cheiro

Terra molhada pelos efeitos

Nuvens que choram sem contendas


Quem me vê no meio dela

Pensa brincadeira ser

E como nuvem choro e ninguém vê


Leva chuva, leva...

As lágrimas externa escorrem ao chão

Enxágua o ser e esfria o coração.


(J.L.)

Jeania Lima Autor Jeania Lima MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE