POESIAS

VOLTAR

Amor

Turva e colorada um coração de amor me cavalgava
e me remelava olhos de paixão na madrugada furiosa.

Será eu o último da casta? Ah, eu me imaculava entre
vastas florestas com apenas vinho e água.
Gosto amargo da alvorada lavava minha cara.

Cara batida e intransferível encontro um humor horrível
e me naufrago em chamas, derretido em terras nostálgicas.

Dom Pedro Magalhães Autor Dom Pedro Magalhães MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE