POESIAS

VOLTAR

A PRINCESA DOS MEUS OLHOS

A PRINCESA DOS MEUS OLHOS

E neste corpo ausente
Meu espírito discorre
E em um mundo irreal
Procuro das flores a mais doce
E como a abelha que desde cedo sabe que flor amar
Assim sei que um dia a terei
Mas enquanto não poder a ter
Visitarei tão belo mundo irreal

Onde seu cheiro é forte
E seu sorriso domina
E sua inocência cativa
Pois és a virtuosa,
A menina dos meus olhos.
A canção mais bela
A pérola escondida
A diadema mais oculta
A filha do REI

A menina
A princesa
A virtuosa
A prometida
A pureza
A inocente


A guerreira
A Filha do REI

Esposa Fiel
Virtuosa tu és
Bendita entre muitas
E de muitas a mais valorosa
A menina dos meus olhos

E os dias passam
E trazem a incerteza do achar ou do amar
Mas a esperança ainda sempre haverá
De encontrá-la
Pois bijuterias muitas há
Mas como ela jamais haverá

O mundo mudou
As virtuosas sumiram
E tornaram-se preciosas
Quem poderá uma achar?
Quem é digno de uma amar?
Procuro, mas nada de encontrar.
Porém o dia logo chegará

Abundante são as insensatas
Olhos de perdição
Coração sem emoção
Há muito tempo já perderam a inocência
A inocência de uma verdadeira cristã
Entregam-se a qualquer bela palavra
E delas se tornam escravas
Dizem-se princesas
Mas apenas plebeias são
Coração amargurado
Corpo por qualquer um já violado
Esqueceram-se do Amar
Só pensam no ficar
Mas ficam solitárias
Até que possam realmente mudar


Feita da costela de Adão
Pra ser varoa valorosa
E não perdição
Muitas poucas há
Logo uma nem mais haverá
O Senhor logo voltará
E as que restam com Ele subirão.

Belos jardins
Belas flores
Maus jardins
Feias flores

E a abelha sobrevoa
Procurando a sua flor
Mas não qualquer uma
Mas a prometida
E desde larva já sabe quem ela será

Se abelha ou navegante sou, não sei.
Só sei que sou filho do REI
Minha benção logo alcançarei
Vivas para sempre, Ó REI.












Ayriston  Júnior Autor Ayriston Júnior MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE